quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Inteligência canina

Apresenta-se sob duas formas:

a) inteligência para aprender o que o dono quer ensinar;

b) inteligência para ignorar as idiotices que o dono tenta ensinar e continuar com a sua vida.

Sendo que hoje em dia muita gente educa melhor o cão do que os filhos, creio que a) está um pouco sobrevalorizada. Por outro lado e pelo menos no nosso (neste caso não tão) querido rectângulo, com a quantidade de bestas que resolvem abandonar os seus cães pela rua, b) parece-me de alguma importância. Por último, sendo que a) nos deixa muito satisfeitos, b) não deixa de ter a sua piada.
.

5 comentários:

macaca grava-por-cima disse...

Olha, eu com a minha já me deixei de teorias... Não dá... ;-)

fd disse...

Tal como com os filhos, nem tudo devem ser a)’s e também se deve arranjar oportunidade para os b)’s. Os gatos praticamente só foram dotados com b).

momentU disse...

o meu cão deve ser gato, então...

momentU disse...

o meu cão deve ser gato, então...

Blondewithaphd disse...

Tenho um cão de classe b! :)