quarta-feira, 3 de junho de 2009

Só a mim

Pois é, isto só a mim. Depois de um fim-de-semana porreiríssimo, com outras 12 gajas (quanto ao número não há dúvidas, até fomos contadas numa praia perto de São Torpes...) e outros tantos lencinhos de odalisca (ir a despedidas de solteira é no que dá) acabamos em Melides com o carro arrombado! Sim, mesmo na praia de Melides, ou seja, no fim do mundo conhecido! Ora uma pessoa vive e deambula por metrópoles agitadíssimas como Amsterdão e Lisboa a toda a hora do dia e da noite para depois ser roubada numa praia do Alentejo?!? E como não chegava perturbar o final do nosso querido fim-de-semana, ainda me deixaram o canhão da porta do pendura estragado e obrigaram-me a voltar a Grândola no dia seguinte para ir buscar quase tudo o que nos tinham tirado na véspera! Fdp, hão-de arder no inferno mais profundo depois de se esvaírem em caganeiras sucessivas durante dois meses e três dias, nem mais, nem menos!!
Que me sirva de emenda:
- não abrir porta-bagagens recheados no meio da rua onde vamos deixar o carro estacionado;
- não deixar a carteira dos documentos dentro do carro;
- não voltar a desperdiçar dinheiro em alarmes para o carro.
Como tudo está bem quando acaba bem, não me posso queixar. A fechadura da porta ficou estragada mas o fecho centralizado funciona como sempre. Outras vítimas da onda de assaltos (parece que andaram em várias praias, umas a seguir às outras) tinham um furo na chapa da porta, mesmo ao lado do canhão, que vão ter de reparar e não deve ser barato. Além das nossas coisas, nada foi encontrado pela polícia. E podiam ter-me levado o carro - chorava baba e ranho, nem quero pensar... Recuperei todos os documentos e cartões, mala e carteiras, e as outras duas vítimas também. Só faltou mesmo a máquina fotográfica, velha de alguns anos e já com a patilha das pilhas meia partida - como diz o mariduncho, estávamos mesmo a precisar de um incentivo para comprar uma máquina nova que não desfoque metade das fotos e que consiga funcionar também de noite!

3 comentários:

Antígona disse...

Pois eu estava com esperanças que fosse em Amesterdão. É mais raro lá do que nas praias de cá, mesmo as do fim do mundo :) infelizmente...
Mas ainda bem que recuperaste o mais importante :)

momentU disse...

de facto não há como os homens para verem sempre o lado prático da coisa! caramba, é que me surpreendem sempre com estas saídas...

Goldfish disse...

No meio do azar (e da burrice) as consequências nem foram graves! Mas pelo que os holandeses dizem lá também há muita criminalidade, então os que não vivem em Amsterdão acham que aquilo é um perigo... apesar de eu ainda não ter dado por nada!
Quanto ao lado prático dos homens... sim, até pode ser, mas este só surgiu depois do mau humor provocado pela burrice aqui da je!