sexta-feira, 19 de junho de 2009

Ai, eu

Arrombam-me o carro. Levam-me a carteira com todos os cartões do banco (ãh, dito assim até parece que são muitos...) e parte dos códigos do netbanking. Logicamente, cancelei tudo. Já tenho tudo tratado, menos o netbanking. Há dias precisei do meu NIB português por causa de um pagamento. Não tendo netbanking, lembrei-me de ver o NIB nas costas do cartão de débito, por acaso está lá escrito. E lá mandei os números por e-mail. Avisaram-me que a transferência já tinha sido feita. Cravei os dados de acesso ao netbanking da minha mãe (um rasgo de inteligência) e como ela é 2ª titular da minha conta lá fui ver da guita. Não estava lá. No dia seguinte, voltei a confirmar. Nada. Comecei a temer o pior. Já que agora já tinha os acessos da minha mãe, fui confirmar o NIB. 20 números confirmados depois, já suspirava de alívio quando olhei para o 21º - estava errado! O último dígito do NIB, um 8, tinha-se transformado num 6 perfeitinho devido ao uso do cartão. Ataque de stress. Bebi meio litro de água para acalmar e liguei para o banco. Um rapazinho super-simpático atendeu-me e depois de ouvir a minha never ending story (sim, eu não admito estes erros idiotas sem me explicar bem) explicou-me tudo tintim por tintim. Se o NIB errado não pertencer a ninguém, estou safa, a transferência não é feita. Se pertencer a outra pessoa é que a porca torce o rabo... A pessoa / empresa que fez a transferência é que tem de contactar o seu banco, avisar que o NIB está errado e o banco tem de entrar em contacto com o dono da conta para onde foi o dinheiro para pedir autorização para retirarem o dinheiro! Se não houver autorização, chapéu, só indo a tribunal... Ou seja, ou a transferência é rejeitada e faço figura de parva perante a empresa, ou o NIB existe e tenho que lhes dizer que não é meu e que têm de ter o trabalho de ligar para o banco, fazendo também figura de parva e ainda por cima dando-lhes um trabalhão extra - para piorar as coisas é o primeiro trabalho que faço para eles, que mau aspecto... E corro ainda o risco final de ficar a arder porque não vou meter ninguém em tribunal por 100€!! Ai, eu. Esperam-se desenvolvimentos.

3 comentários:

Antígona disse...

Essas coisas são sempre uma grande chatice!
Boa sorte

momentU disse...

temos aqui duas grandes hipóteses:

1. acreditar que ainda há gente com boa fé
2. rezar aos santinhos todos (e pôr os amigos a rezar também) para que o NIB em causa não pertença a ninguém

[hummm... ainda assim acho que mais rápido lá vais com rezas, mézinhas e muita sorte. eu se fosse a ti não era inocente ao ponto de apostar 100€ na primeira]

Goldfish disse...

Não, infelizmente também nõ tenho grandes esperanças nesse sentido. Ou a conta não é de ninguém ou estou feita ao bife. Que é como quem diz, a arder. A ver navios. Ai, eu.