segunda-feira, 28 de junho de 2010

Impotência

Não há nada pior que esforçarmo-nos, darmos o nosso máximo, chegarmos ao limite das nossas forças, o tudo-por-tudo e, chegados ao nosso objectivo, vermos as portas a fecharem-se mesmo no nosso nariz. Foi o que me aconteceu hoje. E não é justo.

O comboio Utrecht - Amesterdão fechou as portas mal cheguei à plaforma. Tinha ido a correr quase desde o Cervantes.

4 comentários:

momentU disse...

ufa!!! com as portas do comboio podes tu bem :)

caracóis disse...

é fod... lixado! LOL

fd disse...

A frustração é inversamente proporcional à frequência dos comboios ou das oportunidades.

CF disse...

As vezes que isso me aconteceu no metro de Lisboa... Eu sei que passados uns minutos vinha outro. Mas esses minutos por vezes, faziam-me tanta faltinha :)