sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Homens

Se há coisa que detesto é que venham homens desconhecidos falar comigo no meio da rua. Não estou a falar daqueles olhares que nos lavam a alma. Nem de algumas palavras, muito bem escolhidas, que nos acariciem o ego. Estou mesmo a referir-me ao meter conversa à descarada. Odeio. Não é que tenha medo ou por ser comprometida - é que não gosto de ser obrigada a falar com alguém que não conheço de lado algum. Julguei que aqui nas Lowlands estava safa, mas parece que não. Eu juro que fiz caras. Sorri um sorriso muito amarelo. Incluí um "não" em cada frase, em algumas, dois. Arqueei as sobrancelhas de forma depreciativa e abstive-me de responder quando me perguntou o nome. Custou até a lapa despegar. E quando despegou, o que fez? Entrou na sexshop que havia naquela rua. Lindo. Só comigo.

5 comentários:

Underground disse...

Ahahaha! Pois... Mas com a quantidade de sexshop que há por amsterdam... Era isso ou uma coffeeshop ;)

momentU disse...

blaghhhh....

Gata2000 disse...

Um dia, estava eu num país distante, onde achava eu as pessoas eram todas educadas, o que até se provou verdade, até chegar a noite de sábado e eles meterem-se nos copos. Um senhor aproximou-se de mim enquanto um amigo me foi um café e disse-me:"o meu amigo quer levar-te para casa", isto antes de ter dito sequer boa noite...eu disse-lhe em português que não falava a lingua dele enquanto por entre os dentes o mandava dar um voltinha ao bilhar grande, e mesmo assim custou a desgrudar. ele há com cada um...

fd disse...

Abordando apenas uma das facetas da história que relataste, acho que quando se tem a ousadia de fazer um incursão e transpor a fronteira invisível existente à volta dos outros, deve-se bater à porta e usar toda a delicadeza, tendo noção que visitas não convidadas devem retirar-se ao primeiro “não” ou à mínima percepção de que estão a mais.

Goldfish disse...

fd, isso devia ser ensinado no 1º ano de escola a todos os meninos - para evitar que com o insucesso escolar não chegassem a apanhar essa aula...