terça-feira, 20 de abril de 2010

Uma questão de pronúncia

Quem não vive em Amesterdão não saberá que as lojas finas (mas finas a sério, com Louboutins na montra e afins) se adquirem (ou, mais frequentemente, observam) numa rua de seu nome Pieter Cornelisz Hoofstraat. Nome comprido e difícil de dizer até para um holandês, a maioria abrevia a coisa para P.C. Hoofstraat, P.C. para os amigos. Após algumas vezes me perguntarem por semelhante coisa lá aprendi o que era. Outra coisa que provavelmente o amável leitor não saberá é que muitas (todas? Quiça...) das consoantes se lêem em holandês como se tivessem acoplado um "ei". Ou seja, um holandês a dizer o alfabeto dirá qualquer coisa como: A, BEI, CEI, DEI, etc., etc. (sendo que estes últimos não fazem parte do alfabeto, são mesmo abreviaturas do latim). Ou seja, a abreviatura da dita rua com que iniciei este post a atirar para o errático será lida em holandês da seguinte forma: PEI CEI Hoofstraat. Não é difícil perceber* porque é que eu chorei a rir quando o marido se enganou nas consoantes e disse que tinha ido à P.D. Hoofstraat...
.
* espero;

5 comentários:

Dünya disse...

heheheheh ;)

Clau disse...

Ahahaha... Realmente com essas entoações n se brinca.

Miss Kin disse...

LOL!!! Aqui diz-se que a língua portuguesa é muito traiçoeira, aí diz que a entoação das letras, ouvidas por um português tb é muito traiçoeira!

Gi disse...

:-D

fd disse...

Isso parece pronúncia do Norte!
Percebido :)