segunda-feira, 12 de abril de 2010

Blue

Há coisas que não se explicam e a neura que me percorre hoje o espírito é uma delas. Está um sol espectacular, tenho visitas já amanhã, a vida deve ir mudar de novo e de resto tudo está na mesma, menos esta tristeza que me pesa hoje como se me tivesse morrido alguém. E poucas coisas me mandam abaixo como a tristeza - desenvolvi uma capacidade (um pouco estranha, acredito, aos olhos de outros) que é a de não deixar a tristeza assentar em mim. Posso senti-la, muito até, mas por pouco tempo. Tenho que a despejar, expulsá-la do meu corpo, com mililitros de lágrimas que me queimam a face mas que desaparecerão com uns salpicos da torneira. E depois de lavada deixo-a para trás, pouso-a numa qualquer dobra da mente e sigo em frente, como se nada se tivesse passado. As coisas mais graves apago-as, mesmo. Tenho uma espécie de tecla delete no cérebro que apaga os contornos mais dolorosos das cenas, dos traumas, dos desgostos que me foram marcando e se há coisa que não suporto é comemorar datas tristes. Por precaução, o cérebro tende também a esquecer as datas importantes e felizes, mas esse é um preço que estou disposta a pagar. Quem sabe, hoje será uma data apagada. Mas presente, inconscientemente, nesta dor que me aperta o peito e na necessidade de chorar que me tirou antes do necessário da rua, pois nem óculos escuros disfarçariam convenientemente o caudal que se adivinha.

8 comentários:

Guilhim disse...

Esta desgraçada desta cor, toca a todos... comigo o que resulta é mesmo isso, chorar descabelar-me (sozinha... que ninguém merece ter que me aturar) até não me lembrar porque é que estou triste! Depois levar a cara e enquanto os olhos desincham, já estou quase fina!

Take your time!

Beijinhos! (:D o smile é só para dar uma forcinha!)

Underground disse...

Há dias assim... hiper sensibilidade em estado activo. E até mesmo palavras de conforto que nos possam dirigir, resulta num acumular de lágrimas. Que dizer?! Não sei... mas mando-te um abraço apertadinho (costuma resultar comigo).

Dünya disse...

Chorar limpa a alma...espero que melhore...

Gi disse...

Não te zangues, mas poderá ser simplesmente PMS?

Antígona disse...

As melhoras :):)

Goldfish disse...

Não, PMS não era... É a altura errada e não é coisa que me costume afectar, são dias iguais aos outros! Felizmente.

Gi disse...

Identifico-me imenso com este teu post.
Também enterro os momentos tristes de tal maneira que deixo de os conseguir detslhar.
Nem sei escrever, sequer, sobre esses momentos.

fd disse...

Essa tecla de delete, ou “fuga” para a frente, é um mecanismo interessante. És capaz de ter pago bem por esse upgrade. Em alguns momentos, também gostava de a ter, mesmo pagando o preço do esquecimento. Mas, enfim, cada um vai-se adaptando ao que é. Por vezes, também tenho orgulho da minha memória. Se percebi bem, sabes que o dia seguinte será diferente.