terça-feira, 16 de março de 2010

Por falar na TAP

Alguém diga aos senhores para mudarem a ementa... por favor. Pão (baguette desenxabida) com fiambre de perú (ou será frango?) com ervas (não sabe a mais nada além das ervas) com queijo derretido que não sabe a nada (primeiro, por causa do sabor das ervas; segundo, porque nunca o comemos - ao derreter dentro da embalagem espalha-se (todo) e agarra-se (todo) ao papel). De sobremesa, mini-queque de vários sabores (não importa quais, não sabem a nada) e a bebida - salva-me da náusea, Compal de maçã, se não fosses tu! É que é tão mau. E já enjoa. E ainda por cima servem isto ao pequeno-almoço, ao almoço e ao jantar. Qualquer dia passo a levar a sandocha de casa. Ou o tupperware.

4 comentários:

Underground disse...

Quando viagem para AMS, serviram uma pasta carregada de tomate e oregãos. Horrorosa! Mas sim, tive direito ao queque, de chocolate. O que mais gostei? Do chá de menta! Hehehe

Antígona disse...

E pensar que já foram os que melhores refeições serviam...

Gi disse...

É melhor levar de casa, sim, porque essa ração da TAP é um nojo. Eu recuso-a sempre.

Nem de propósito, a palavrinha a verificar é restos :-)

continuando assim... disse...

MAIS LOGO, um novo capítulo da história de Alice.
lá no,
... continuando assim...

Aceito , e agradeço as vossas sugestões ... talvez a letra esteja pequena... talvez o blogue possa estar confuso.... talvez ... e talvez :)
talvez nem gostem da história...

Enfim...qualquer coisa, digam.
até logo

obrigada por seguirem, e bem vindo!!! a quem chega de novo !

Bj
teresa