sexta-feira, 29 de abril de 2011

A semana passada fartaram-se de falar

.

mas hoje ainda não ouvi ninguém falar do desperdício de recursos e da perda de produtividade que é ter um país parado. E querem mais parado que aquilo?!? Nem de bicla alguém conseguiria chegar ao trabalho hoje em Londres, isto, claro, se fosse necessário - não era, pois foi decretado dia feriado, ou livre, ou o que quiserem chamar-lhe, o que é certo é que ninguém buliu. Ah, é verdade, parece que 2ª-feira também não se trabalha por terra de suas majestades... Pois, é que no Domingo é dia do trabalhador e, como em todo o país civilizado, o feriado que, bêbado, calha ao Domingo, é imediatamente transferido para 2ª. E isto depois de o fim-de-semana passado ter sido de - tcharam! - 4 dias. Sim, cambada de preguiças, ninguém quer trabalhar, aqui-d'el-rei que é feriado prolongado por tudo e por nada, blá, blá, blá. Pois que lá onde se casam príncipes com meninas do povo* dia 25 de Abril não é dia da Liberdade, nem de nada. Acontece que, mais uma vez, no Domingo que o precedeu, raio de feriados bêbados!, este ano o tinto deve andar barato, perdão, the beer, era Páscoa. E o que é que acontece aos feriados ao Domingo? Exacto, vejo que perceberam. Mas, espera lá, a Páscoa não é sempre à 6ª e Domingo? É... Ahhhh!

.

5 comentários:

Antígona disse...

Pois é... uma coisa é certa - se o povo português se mudasse para outra parte qualquer do planeta, continuaria sempre a falar do que fala e como fala :) - sempre convencido que o sítio por ele ocupado é aquele que "nem se governa, nem se deixa governar":)

Miss. Chocolate com Pimenta disse...

Tinha que comentar :)
Todos os feriados que calhem ao fim de semana, passam para a semana.
O dia 29 de Abril, por causa do casamento, foi decretado como feriado, contudo não para todos. Por exemplo: no serviço nacional de saúde (função pública!) não foi feriado (infelizmente! porque trabalhei e não ganhei como feriado!).

Existem outras desvantagens: só temos 8 feriados anuais, não há subsídio de férias ou subsídio de natal, por isso são apenas 12 salários (comparando com quem tem todos os direitos em Portugal).

Beijinhos*

Gata2000 disse...

Eu gosto de feriados, sejam eles quais forem, venham de onde vierem.
Nos outros dias trabalho que nem uma mula, não sofro de falta de produtividade, pelo menos é o que dizem os meus objectivos que são avaliados mensalmente, por isso, quando há um feriado aproveito-o.

Goldfish disse...

Antígona, "a galinha da vizinha é sempre melhor que a minha"!

Miss, os feriados nunca são para todos, os hospitais estão abertos (não sei como pagam aos funcionários) e por cá, o Pingo Doce vai estar aberto até Domingo dia do Trabalhador... Quanto ao número de feriados, este ano, e descontando os que calham ao fim-de-semana (e que portanto é indiferente serem feriado ou não), em Portugal temos 10, ou seja, a diferença não é muito grande! E a questão dos 14 ordenados por mim também acabava: era só darem-nos o nível salarial inglês e havias de ver que ninguém se queixava!

Gata, eu adoro feriados, mesmo que não mos paguem! Às vezes nem sei o que se comemora (os religiosos é uma desgraça, no outro dia discutia com o marido se na Páscoa se comemorava a morte ou a ressurreição do Cristo: afinal, são as duas!). :D

Miss. Chocolate com Pimenta disse...

É claro que os hospitais funcionam nos feriados, mas não os serviços electivos (listas cirúrgicas, internamentos de dia, departamentos de consultas externas, serviços de imagiologia, etc).
Aqui pagam mais nos feriados (como em Portugal), mas como disse, dia 29 foi pago como dia normal no NHS (e todos os serviços funcionaram como dia normal), mas para as escolas, bancos, transportes, etc foi feriado nacional.

No fundo até tens razão em relação ao 14 ordenados, mas é preciso ter em conta custo de vida, que cá é superior (as casas são o dobro) e o salário não é a dobrar!

Temos apenas 8 feriados, mas temos sempre direito a eles, o que é justo.
Mas, caso o feriado calhe a uma quinta ou terça, não existe tolerância de ponte o que também acho justo.

Beijinhos