quinta-feira, 22 de julho de 2010

1 ano

Há um ano atrás, voei de Amesterdão para Lisboa com um objectivo em mente: ir buscar-vos. Tiveram azar, as duas, mas também sorte. Tiveram o azar de serem cadelas, em Portugal. E a sorte de terem quem vos salvasse dessa condição que, sem ter nada de mal em si, é uma autêntica maldição na realidade do nosso país. Uma sofreu mais que a outra e, por isso, traz mais cicatrizes. Pouco se vêem, mas estão lá: o terror nos olhos quando lhe pegávamos ao colo (demorou meses a ser substituído pelo abanar da cauda); a forma como ainda foge, cauda entre as pernas, orelhas para trás, quando ouve o som de passos a correrem algures atrás dela; a desconfiança em relação a (quase) todos os seres humanos que não conhece, especialmente os que têm ar e (provavelmente) cheiro de quem vive na rua; o tapete em que se transforma quando percebe que fez qualquer coisa mal. Há um ano acabava de voltar de Gaia com a minha Luna e de perto da Azambuja com a Leila da minha mãe. Houve pouca coisa nos últimos anos que me desse tanto prazer como vocês. Parabéns, minhas pequeninas!
.

.
Como nem todas tiveram a sorte de serem salvas por almas caridosas e despojadas, que usam o seu próprio tempo e dinheiro em prol dos animais abandonados em Portugal, há muito a fazer. Podem começar por ir ao Há mais mundos e enviarem um email. É fácil, é barato e, quem sabe, pode salvar centenas. Não digo milhares porque estes são só os de Lisboa.

8 comentários:

Rachelet disse...

E que bem que elas posam! Parecem as meninas dos Abba, a Frida e a Agneta!

Fuschia disse...

O que me custa é saber que não conseguiria salvar todos. Cada vez que vou à União Zoófila e vejo aqueles olhinhos custa-me muito.

CF disse...

E ainda bem que existe quem deles cuide assim. A violência com os animais choca-me profundamente... Parabéns a elas e a ti :)

Goldfish disse...

Rachelet, que pena que não te chamaram na altura de as baptizar...

Eu, quando andei à procura da Luna, achei que tinha de o fazer pela net porque não iria aguentar ir aos canis ou à União Zoófila. O que é pior é que nos canis nem sequer têm fotos na net dos animais para ver se alguém os adopta, Fuschia.

CF, eu não fiz nada de mais, só poupei uns euros e, em vez de comprar 2 companheiras para a vida, adoptei umas que alguém achou que não prestavam. Corajosos são os que os tiram das ruas com o seu próprio dinheiro, os que trabalham ou fazem voluntariado em associações, etc.. Esses sim, merecem parabéns.

Dünya disse...

Parabéns à Luna e à Leila.
E parabéns a ti e aos teus pais, por um ano de lambidelas e beijinhos e caudas a abanar ;)

Goldfish disse...

Obrigada! Esses parabéns merecemos. :)

momentU disse...

estas duas são um prato! :)

Goldfish disse...

Elas não podem é ver pratos...